Vereadores da base de Miguel Coelho ameaçam deixar Júlio Lóssio inelegível

julio-lossio-petrolina-roberio-sa Vereadores da base de Miguel Coelho ameaçam deixar Júlio Lóssio inelegível
Depois de governar Petrolina por oito anos, Júlio Lóssio pode ficar mesmo período inelegível. Foto: Reprodução/Internet.

Os vereadores do grupo do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), estão ameaçando a legibilidade do ex-prefeito, Júlio Lóssio, com a possibilidade das contas do exercício de 2010 serem rejeitadas na Casa Plínio Amorim.

Nesta quinta-feira, dia 28, o relator da Comissão de Finanças do Legislativo, vereador Aero Cruz, emitiu parecer favorável à reprovação das contas de Lóssio.

De acordo com o parlamentar, nas contas foram encontradas, pelo menos, dezessete irregularidades do exercício financeiro, conforme tinha apontado o Ministério Público de Contas (MPC) – mesmo assim, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) aprova o exercício com ressalvas.

No ofício nº007/2017 entregue pela Comissão de Finanças e Orçamento ao presidente da Câmara de Vereadores, Osório Siqueira, os parlamentares Aero Cruz (relator) e Osinaldo Souza (secretário) deram parecer em desfavor de Júlio Lóssio.

“Informamos que, após realizarmos um amplo estudo das contas do ex-prefeito, Júlio Lóssio de Macedo, referente ao exercício de 2010, chegamos a conclusão de não seguir o recomendado pelo Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, que é pela aprovação das contas com ressalvas, optamos pela rejeição das contas”, diz o documento, assinado pelos vereadores.

BASTIDORES DO PODER

Apesar da decisão do relator e do secretário, o presidente da Comisão, Ronaldo Silva (PSDB), ainda não assinou o documento e pode ter posicionamento contrário – seguindo a recomendação do Tribunal de Contas, em favor do ex-prefeito.

Recentemente, a esposa de Ronaldo Silva foi exonerada da Prefeitura de Petrolina, fato que tem estremecido a relação do grupo do parlamentar – encabeçado por Guilherme Coelho – com os demais vereadores do Governo Novo Tempo.

Esse desalinhamento, também, foi confirmado quando o secretário chefe do Governo Novo Tempo realizou uma reunião convocando vários vereadores e deixando Ronaldo Silva de fora da pauta, que tratava da reprovação das contas de Lóssio.

LEIA TAMBÉM 

Grupo de Miguel Coelho articula a rejeição das contas de Júlio Lóssio

“Antes tarde do que nunca”, diz Júlio Lóssio alfinetando FBC

LEI DA FICHA LIMPA

Se as contas de Júlio Lóssio forem rejeitadas pela Casa Plínio Amorim, o ex-prefeito ficará inelegível por 8 anos, a partir da decisão. Atualmente, Lóssio se encontra em pré-campanha para concorrer as Eleições de 2018 ao Palácio do Campo das Princesas.

O exercício financeiro de 2010, de Júlio Lóssio, deverá ser votado após o recesso da Câmara Municipal de Petrolina.

Deixe seu comentário