Terraplanagem do Hospital Geral do Sertão anda a passos lentos em Serra Talhada

O serviço de terraplanagem do Hospital Geral do Sertão está sendo executado por uma única máquina. Foto: Robério Sá.

Na primeira semana de janeiro deste ano, o deputado licenciado e secretário de transportes, Sebastião Oliveira (PR), subiu no palanque junto com o governador Paulo Câmara (PSB), em Serra Talhada, declarando que as obras do Hospital Geral do Sertão andariam de “vento em popa”, entretanto, apenas uma máquina está trabalhando no canteiro, situado às margens da BR-232.

O republicano, ainda, afirmou que pretende entregar o serviço de terraplanagem no mês de março e a edificação até dezembro deste ano. No entanto, com o quantitativo de máquinas que estão operando no local da obra é quase impossível.

Terraplanagem do Hospital Geral do Sertão.

A preocupação do cidadão serra-talhadense é que a ação ocorrida neste mês de janeiro não se torne um ato político, e que após o período eleitoral, a obra fique “engatinhando” igualmente como a Universidade de Pernambuco (UPE), que se encontra com atraso de dois anos na sua entrega – o projeto inicial era que o prédio estaria pronto em 2016 e até hoje os estudantes do curso de medicina aguardam.

LEIA TAMBÉM

Paulo Câmara, Sebastião e Duque dão as mãos em prol do Hospital Geral do Sertão, em Serra Talhada