Sebastião e Eduardo da Fonte ainda brigam por espaço na chapa encabeçada por Paulo Câmara

Eduardo da Fonte (PP) e Sebastião Oliveira (PR). Foto: Reprodução.

A chapa majoritária, que está sendo desenhada nos bastidores da Frente Popular, vem sofrendo resistência de aliados que julgam merecer alguns dos espaços vacantes, como PP e PR. Embora ainda não esteja fechada, a chapa, encabeçada pelo governador Paulo Câmara (PSB), seria formada pela deputada federal Luciana Santos (PCdoB), na vice, e pelos candidatos ao Senado, deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB) e senador Humberto Costa (PT), ou do ex-prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), como alternativa ao petista.

Na última sexta, deputados de PP, PR e Solidariedade se reuniram, na sede do PP, para debater estratégia eleitoral conjunta. Eles defendem a proporcionalidade para ocupação na chapa majoritária, o que, na prática, quer dizer: os deputados federais Sebastião Oliveira (PR), na vice, e Eduardo da Fonte (PP), numa das vagas ao Senado. O Solidariedade, contudo, estaria incomodado com a possibilidade de Luciana, ex-prefeita de Olinda, potencial adversária do atual prefeito Professor Lupércio (SD) em 2020.

PP e PR já formaram um bloco para pleitear espaços no governo estadual, na chapa majoritária e eleição do presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco. Ambos realizam convenção em 5 de agosto, mas, apesar de empurrarem para o último dia do prazo legal, dificilmente deixarão a base governista. Já o SD, que marcou para 4 de agosto, está dividido entre desembarcar ou permanecer no governo.

Alepe
Na esteira da construção da candidatura do novo presidente da Assembleia Legislativa, deputados governistas articulam para alocar o deputado estadual Sergio Leite (PSC) – que assumiu a vaga deixada após a morte do ex-deputado Guilherme Uchoa, de quem era chefe de gabinete – em algum espaço na Mesa Diretora. A ideia seria acomodá-lo na vaga deixada pelo novo comandante da Alepe ou fazer um rearranjo.

O PP se reúne, nesta semana, para definir a questão da candidatura única à Assembleia Legislativa de Pernambuco. Os nomes no páreo são dos deputados estaduais Cleiton Collins, presidente em exercício, e Eriberto Medeiros, que é o quarto secretário. Enquanto Collins tem preferência do presidente estadual do partido, deputado federal Eduardo da Fonte, Medeiros possui a da maioria dos deputados da Casa.

Procurado, Leite disse que estava chegando agora e, portanto, ainda se estruturando e atendendo as demandas – de entidades sindicais e movimentos sociais -, mas que vai conversar com os demais deputados. (Blog da Folha)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here