Romonilson Mariano é multado em R$ 15,8 mil por contratações ilegais em Belmonte

Prefeito de São José do Belmonte, Romanilson Mariano (PHS). Foto: Reprodução.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) julgou nessa terça-feira, dia 27, o processo de admissão de pessoal, relativo às contratações da Prefeitura de São José do Belmonte, no Sertão de Pernambuco.

Na Segunda Câmara, sob a relatoria da conselheira substituta Alda Magalhães, foram julgadas ilegais 502 contratações temporárias, para cargos como professor, enfermeiro, auxiliar de serviços gerais, entre outros, realizadas no primeiro quadrimestre de 2017 pela Prefeitura de São José do Belmonte, tendo como responsável Francisco Romonilson Mariano de Moura, prefeito da cidade.

Entre as irregularidades apontadas pela conselheira no processo n° 1724428-6 estão acumulação ilegal de cargos por alguns servidores; excesso de despesas com pessoal no quadrimestre em desacordo com a LRF; além da não existência de seleção pública simplificada para tais contratações. Além de julgar ilegais as contratações, foi aplicada uma multa de 15.811,00 ao prefeito.