Priscila Krause repercute falta de medicamento para câncer de mama

priscila-krause-300x200 Priscila Krause repercute falta de medicamento para câncer de mama
Segundo deputada, remédio que pode conter processo de metástase não está sendo distribuído na rede pública do Estado

A falta de remédios para tratamento do câncer de mama, denunciada pelo Jornal do Commercio, nesta quinta (7), foi repercutida pela deputada Priscila Krause (DEM) no Plenário. A matéria revelou que o medicamento trastuzumabe, utilizado para conter o processo de metástase, não está sendo distribuído na rede pública do Estado.

“A notícia chegou à primeira página do jornal. Medicamentos essenciais como esse, que figura na Lista Modelo de Medicamentos da Organização Mundial de Saúde, não podem faltar. Estamos falando de vidas”, frisou. De acordo com a matéria, o custo médio da dose de trastuzumabe chega a R$ 10 mil.

Priscila chamou atenção, ainda, para “outros problemas da saúde pública de Pernambuco denunciados anteriormente”, como a oferta insuficiente de antibióticos contra sífilis, a suspensão de cirurgias eletivas no Hospital Agamenon Magalhães (RMR) e a ausência de insumos no Hospital Barão de Lucena (RMR). “Estamos em luta pela preservação do orçamento estadual para compra de medicamentos especiais”, declarou.

Líder do Governo, o deputado Isaltino Nascimento (PSB) reiterou informação dada pela Secretaria Estadual de Saúde ao jornal: “O medicamento já foi adquirido pela pasta, que aguarda o recebimento para começar a distribuição”. Explicou também que o trastuzumabe não fazia parte da cesta nacional de medicamentos, e só foi incluído em portaria publicada no mês de agosto.

Deixe seu comentário

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.