Júnior Moraes aconselha Sebá ir se preocupar com os “mamateiros” da sua base

Presidente do PT de Serra Talhada, Júnior Moraes, engrossa discurso após declarações de Sebastião Oliveira.

O presidente do Diretório do Partido dos Trabalhadores (PT) de Serra Talhada, Júnior Moraes, emitiu nota a imprensa negando qualquer tipo de aliança com o governador Paulo Câmara (PSB) para o embate eleitoral de 2018.

Essa semana o deputado licenciado e secretário do primeiro escalão do Governo do Estado, Sebastião Oliveira (PR), insinuou que a Frente Popular de Pernambuco (FPP) estaria disposta a fazer uma aliança com a legenda do ex-presidente Lula e até mesmo encaixar o ex-prefeito do Recife, João Paulo (PT), na chapa majoritária do Palácio do Campo das Princesas.

Em nota, o presidente do partido, na capital do xaxado, afirma que o Partido dos Trabalhadores está pronto para o pleito eleitoral do próximo ano, com candidatura própria e em oposição ao governo de Paulo Câmara.

“Ao ler as declarações de Sebastião Oliveira, secretário Estadual de Transportes e deputado, nos momentos em que precisam salvar Michel Temer, relativas ao Partido dos Trabalhadores, fico mais convicto de que o caminho a seguir é o que a nossa militância optou: o de derrotar a arrogância e o desgoverno instalado no Palácio das Princesas”, diz um trecho da nota.

Júnior Moraes, ainda, aproveitou para alfinetar o secretário de Paulo Câmara, afirmando que ele não consegue resolver os problemas das rodovias estaduais.

“Sebastião Oliveira, que parece falar em nome do Governador, e que não consegue resolver o caos das estradas de Pernambuco, de uma hora pra outra quis discutir os rumos do PT. Ora, até onde eu sei ninguém o convidou e nem pediu a sua opinião para tomar qualquer decisão acerca do que vamos fazer na eleição do próximo ano, pois este é um assunto que não lhe diz respeito. Ele deve cuidar do seu partido, que aliás, anda meio rachado. Quanto ao PT, ele não precisa se preocupar porque vamos marchar juntos com o povo pernambucano e construir um governo que inclua as pessoas e sirva aos que mais precisam”, completa o presidente.

O presidente da legenda, no município aproveitou, para contrapor o deputado com os desvios de verba pública e lavagem de dinheiro no Palácio do Campo das Princesas, após desdobramentos da Operação Torrentes, da Polícia Federal.

“Sebastião é daqueles que quando quer entrar na casa alheiam entra sem bater na porta, típico de quem se sente dono do poder e não tem o hábito de praticar o exercício do debate democrático. Sugiro, ao aliado de Michel Temer e defensor das reformas nefastas que retiram os direitos dos trabalhadores, que se preocupe com os ‘mamateiros’ do seu governo, afinal, a Polícia Federal desmanchou um esquema milionário de mamata existente na gestão da qual faz parte”, disse.

Por fim, o petista descartou qualquer tipo de aliança com Paulo Câmara em Serra Talhada, tendo em vista que o prefeito Luciano Duque (PT) é rival de Sebastião Oliveira e apoia a pré-candidatura da Vereadora do Recife, Marília Arraes (PT), na corrida majoritária.

“O PT não tem interesse de aliar-se a esse tipo de projeto, tampouco, de juntar-se a quem vive contra o povo. As massas que as nossas fileiras vão liderar, certamente, saberão responder aos insultos desse governo que afundou Pernambuco, nas enchentes da mata sul, e na falta de compromisso com o nosso povo, fazendo de Pernambuco campeão de manchetes negativas nas páginas dos jornais”, concluiu.