Prefeito de Sertânia, Ângelo Ferreira, cancela seleção pública após representação de vereadores no MPPE

angelo-ferreira Prefeito de Sertânia, Ângelo Ferreira, cancela seleção pública após representação de vereadores no MPPE
Vereadores de oposição impedem prefeito de Sertânia, Ângelo Ferreira, de realizar seleção pública.

O prefeito de Sertânia, Ângelo Ferreira (PSB), cancelou a seleção pública que realizaria, com o intuito de fazer contratações temporárias, para atender as demandas da administração pública.

A seleção foi cancelada após os vereadores de oposição, Orestes Neves de Albuquerque (PT), Cícero Edvandro de Melo (PCdoB), Dorgival Rodrigues dos Santos (PSD) e Severino Veras (PTB) entrarem com uma representação judicial no Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

“Infelizmente, os vereadores de oposição, sem nenhuma consulta aos inscritos, para saber se queriam que fosse cancelada a Seleção, entraram com representação junto ao Ministério Público Estadual, questionando o Edital da Seleção Simplificada. Tudo, provavelmente, com o intuito de prejudicar a realização do certame e, consequentemente, os inscritos”, diz o chefe do executivo na nota.

A ação dos parlamentares fez com que o Ministério Público editasse a Recomendação nº 015/2017, indicando que a Seleção deveria ser cancelada e estabelecendo prazos e formas de contratações a serem adotadas pelo Município, sem prejuízo da manutenção dos serviços públicos prestados à população.

Em nota, Ângelo Ferreira aproveitou para alfinetar o ex-prefeito do município, Guga Lins (PSDB), afirmando que ele realizava processos de seleção sem transparência e divulgação.

“Lembramos a todos, que o Prefeito anterior realizou seleção pública, com pouca divulgação e métodos questionáveis, mas que o nosso conjunto político não se colocou contra para não prejudicar os que buscavam uma colocação na Prefeitura de Sertânia, naquela época”, disparou o gestor, complementando:

“Diante de tal recomendação do MPPE, a Prefeitura de Sertânia, para que não haja mais questionamentos, nem dificuldades para a população assistida pelo poder público, cancela a referida Seleção e vai seguir o recomendado constante naquele documento, inclusive, quanto ao concurso público que será realizado em 2018”.

Deixe seu comentário