Odacy Amorim de olho na vaga de vice-governador da chapa de Paulo Câmara

Se a aliança entre PT e PSB se concretizar, Odacy Amorim poderá ser vice de Paulo Câmara.

O deputado estadual e pré-candidato a governador, Odacy Amorim, reduziu sua movimentação política nas últimas semanas quando o senador Humberto Costa e Oscar Barreto começaram a orquestrar a desarticulação da candidatura de Marília Arraes ao Governo do Estado, dentro da cúpula do Partido dos Trabalhadores (PT).

Na última semana, o vice-presidente do PT do Recife, Oscar Barreto, anunciou que entraria com um pedido na executiva regional da legenda para uma aliança com o PSB, do governador Paulo Câmara.

Nos bastidores, fala-se que caso a aliança seja concretizada, o grupo de Humberto Costa, que rejeita a candidatura de Marília Arraes, indicaria Odacy Amorim para ocupar o lugar de vice-governador na chapa majoritária da Frente Popular de Pernambuco.

Em Petrolina, Amorim tenta fortalecer a pré-candidatura da sua esposa, Dulcicleide Amorim, para ocupar sua vaga na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

Apesar do petista defender que será candidato ao Palácio do Campo das Princesas, seu perfil político diante do imbróglio no Partido dos Trabalhadores e seu engajamento em lançar sua esposa para a corrida de deputado estadual são vistas como um sinal de apoio à aliança entre PT e PSB.

“O deputado Odacy Amorim está aguardando a aliança com o PSB para ser indicado como vice-governador na chapa de Paulo Câmara, caso isso não ocorra, ele deverá tentar a reeleição para deputado estadual. A candidatura de sua esposa se tornará ilusória, se Marília Arraes for confirmada”, disse um petista, em reserva ao blog.

ELEIÇÃO DE 2020 

Se a aliança entre PT e PSB acontecer, o grupo político de Odacy Amorim e Lucas Ramos sairão fortalecidos para a eleição de 2020 em Petrolina, no Sertão de Pernambuco.

Esse seria o outro motivo para o deputado petista também não estar se movimentando com sua candidatura ao Palácio do Campo das Princesas. “Se Odacy for candidato a vice-governador, em 2020 deverá se unir ao deputado Lucas Ramos para derrubar Miguel Coelho do poder”, analisou a fonte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here