Miguel Coelho fecha 2017 com 72% de desaprovação

Prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, fecha 2017 com desaprovação popular. Foto: Reprodução.

Uma consulta popular realizada pelo Blog do Robério Sá com 320 questionários, na zona urbana e rural de Petrolina, no sertão do São Francisco, entre os dias 10 e 13 de dezembro, mostra que o prefeito Miguel Coelho (PSB) fechou 2017 com 72% de desaprovação.

Com um ano de gestão, o chefe do executivo teve uma avaliação do atual momento da administração, considerada por 60% da população como péssima, 12% ruim, 10% regular, 13% boa e apenas para 2% ótima. Dos 320 entrevistados, apenas 3% não suberam ou não opinaram.

Ao todo, 72% da população desaprova, até o presente momento, a gestão de Miguel Coelho. Por outro lado, somando-se bom e ótimo, 15% aprovam o atual trabalho do Governo Novo Tempo.

No gráfico abaixo, nota-se que as comunidades periféricas, que enfrentam problemas urbanos, tais como: falta de saneamento básico, espaço de lazer, segurança pública, saúde e serviço social são as áreas de maior desaprovação.

> Governo Paulo Câmara fecha 2017 com 74% de desaprovação em Petrolina

LEIA TAMBÉM

Fernando Bezerra lidera para governador, seguido de Paulo e Marília em Petrolina

Gonzaga Patriota lidera para deputado federal, seguido de Lucas Ramos e Adalberto Cavalcanti em Petrolina. Veja os números

População de Petrolina elege os vereadores mais atuantes de 2017

Lula lidera corrida presidenciável com 68% das intenções de voto em Petrolina

LOCALIDADES

Vivendas, Nova Brasil, Vila Verde, Cohab Massangano, Centro, Areia Branca, Izacolândia, Jardim Amazonas, Monsenhor, Gercino Coelho, São Gonçalo, Jardim Maravilha, Nova Descoberta, Atrás da Banca, Cassimiro, Fernando Idalino, Vila Eduardo, Maria Auxiliadora, José e Maria, João de Deus, Cohab VI, Parque São Gonçalo, Dom Avelar, Quati, Alto do Cocar, Cosme Damião, Pedrinhas, N-5, Pau Ferro, Uruás, Rajada, Maria Tereza, N-6, N-10, Tapera, Bebedouro, N-3, Serrote do Urubu.

Consulta Popular de Petrolina em 2017 by Blog do Robério Sá on Scribd