Marília Arraes vai a Brasília, recebe apoio de deputados petistas e fragiliza Humberto Costa diante do PT nacional

Marília Arraes em Brasília com deputados federais do PT.

Nesta quinta-feira, dia 10, a vereadora do Recife e pré-candidata a governadora, Marília Arraes (PT), esteve em Brasília (DF), na companhia do deputado federal e pré-candidato a senador Silvio Costa (Avante), articulando sua candidatura ao Palácio do Campo das Princesas com a bancada de deputados federais do Partido dos Trabalhadores.

A movimentação de Arraes acontece após Humberto Costa (PT) defender a aliança entre PT e PSB no Senado Federal, com o objetivo de rifar a candidatura própria da legenda em Pernambuco.

Entretanto, essa aliança, também, pode prejudicar a cúpula petista em Minas Gerais, onde o PT busca um novo nome para suceder o Governador Fernando Pimentel (PT) – o cenário é indefinido; por outro lado, o ex-prefeito Márcio Lacerda (PSB) deve entrar na disputa para concorrer ao cargo que está nas mãos dos petistas.

Na última reunião de Paulo Câmara com o ex-presidente Lula, teria ficado acordado que a “aliança” só seria avaliada com a condição do PSB desistir da candidatura em Minas Gerais e apoiar o candidato do PT. Por isso, ainda existe resistência na candidatura própria, além disso, Marília Arraes continua viável, indo de “vento em polpa” e o partido considera não desistir da candidatura em Pernambuco.

O governador Paulo Câmara (PSB) investiu toda sua “cartada” em Humberto Costa para que a aliança se concretizasse em Pernambuco e sem interferir em Minas Gerais, entretanto, Marília Arraes encontrou a solução buscando os líderes da legenda em Brasília que, certamente, irão pressionar o senador, após o PSB ajudar Michel Temer a destituir Dilma Rousseff da Presidência da República.

Durante a visita à Brasília, Marília Arraes conquistou o apoiou dos deputados Ennio Verri (PT-PR), Assis Carvalho (PT-PI), José Mentor (PT-SP), Carlos Zaratini (PT-SP), Nelson Pelegrino (PT-BA), Paulão (PT-AL), Valmir Prascedelli (PT-SP) e Ságuas Moraes (PT-MT).

MOVIMENTAÇÃO

Na semana passada, Paulo Câmara teve um encontro com o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), em uma reunião de caráter político, para tratar das eleições em Pernambuco.

Entretanto, após o encontro, Haddad – que pode disputar a corrida presidencial ao invés de Lula – admitiu que Marília Arraes é um “fenômeno eleitoral” e que as reuniões ocorridas com o socialista fazem parte do campo partidário e eleitoral, no entanto, não existe nenhum cenário viável, ainda, para concretização dessa aliança.

Enquanto Humberto Costa tenta “ferrar” a sua própria legenda em Pernambuco, Marília Arraes mostra para a militância que tem condições de ser mais que uma vereadora do Recife e se coloca como uma liderança importante para reconstrução da base no estado.

Marília Arraes deixa Paulo Câmara e Humberto Costa em “pé de guerra”, após despontar em pesquisa eleitoral

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here