Luciana Santos ganha força como opção para vice de Paulo Câmara

Luciana Santos (PCdoB) com Paulo Câmara (PSB), Carlos Siqueira (PSB) e Renildo Calheiros (PCdoB).

Presidente nacional do PCdoB, a deputada federal Luciana Santos tem ganho força nos bastidores como opção para ocupar a vice do governador Paulo Câmara (PSB) na corrida pela reeleição. O atual vice-governador Raul Henry (MDB) disputará um mandato de deputado federal.

Na visão do Palácio do Campo das Princesas, Luciana agrega à chapa majoritária por ser mulher e também por compor um perfil de esquerda que é do interesse do PSB. Luciana também é vista como uma pessoa confiável e o PCdoB como um parceiro histórico dos socialistas em Pernambuco. No Recife, o prefeito Geraldo Julio (PSB) tem Luciano Siqueira (PCdoB) como vice desde 2013.

No último dia 28 de junho, Luciana esteve no Palácio para uma conversa com o governador da qual também participou o ex-prefeito de Olinda Renildo Calheiros (PCdoB) e o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira. Desde então, a deputada tem sido presença frequente nas agendas administrativas de Paulo Câmara. Ontem, ela acompanhou o socialista durante a inauguração de uma escola técnica em Garanhuns, no Agreste, que deve atender 1,3 mil estudantes.

Além de Luciana, o deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB) é tido como certo como candidato em uma das vagas ao Senado. A outra ainda depende da possibilidade de uma aliança com o PT, que poderia lançar à reeleição o senador Humberto Costa. O Palácio do Campo das Princesas, porém, já se prepara para ir a disputa com ou sem os petistas no palanque. Isso poderia abrir espaço para outros postulantes ao Senado, como o ex-prefeito de Caruaru José Queiroz (PDT).

Chapinha proporcional
Enquanto a chapa majoritária não é anunciada, o PCdoB se prepara para lançar uma chapinha com mais de 50 pré-candidatos para deputado estadual. Tendo o ex-prefeito do Recife João Paulo como puxador de votos, o partido espera eleger até três representantes na Alepe.

Se Luciana for confirmada como candidata a vice, porém, é possível que Renildo ou o próprio João Paulo sejam deslocados para uma candidatura a deputado federal, para garantir a presença de um nome de Pernambuco na bancada federal do PCdoB.

Um entendimento no plano estadual também pode ter repercussão nacionalmente uma vez que o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) trabalha para conquistar o apoio do PSB e do PCdoB em sua corrida à presidência da República. Entre os socialistas, a ala de Pernambuco é hoje a principal resistência à coligação com Ciro, já que o PT vincula uma aliança local ao apoio do PSB à candidatura do ex-presidente Lula.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here