Governo de Miguel Coelho ampliou despesa em 19 milhões em comparação com 2016

Miguel Coelho e Júlio Lóssio frente a frente em números da gestão pública. Foto: Reprodução.

O especial “Passando a Limpo 2017”, do Blog do Robério Sá, inicia nesta terça-feira, dia 9, comparando as despesas do último ano de gestão de Júlio Lóssio (2016) e o primeiro ano de governo do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (2017).

Neste levantamento, de abertura, serão utilizados os dados fornecidos pelo portal de transparência da Prefeitura de Petrolina, através do órgão “Governo Municipal”, no período de 1 de janeiro até 31 de dezembro de 2016 e 2017, respectivamente, ao período de cada gestão.

GESTÃO DE MIGUEL COELHO

No primeiro ano de governo, Miguel Coelho fechou gastando R$ 35.190.397, 63 com Assessoria de Comunicação, Assessoria de Governo, Controladoria Geral do Município, Gabinete do Prefeito, Gabinete da Vice-prefeita, Ouvidoria Geral do Município e Procuradoria Geral do Município.

Assessoria de Comunicação – Liquidado (R$ 1.647,68) e Pago (R$ 1.647,68)

Assessoria de Governo – Liquidado (R$ 5.708.225,13) e Pago (R$ 5.447.108, 96)

Controladoria Geral do Município – Liquidado (R$ 803.304,00) e Pago (R$ 770.931,12)

Gabinete do Prefeito – Liquidado (R$ 4.919.169,92) e Pago (R$ 4.798.963,02)

Gabinete da Vice-Prefeita – Liquidado (R$ 229.119,98) e Pago (R$ 226.179,97)

Ouvidoria Geral do Município – Liquidado (R$ 7.505,82) e Pago (R$ 7.505,82)

Procuradoria Geral do Município – Liquidado (R$ 24.013.100,84) e Pago (R$ 23.938.061,06)

Dados fornecidos pela Prefeitura de Petrolina, através do portal da transparência.

O Governo Novo Tempo gastou, em 2017, o valor de R$ 5.448.756,64 com os serviços de Assessoria de Governo e Comunicação. Para pagar os gabinetes do prefeito Miguel Coelho e vice-prefeita, Luska Portela, o município de Petrolina desembolsou R$ 5.025.142, 99.

GESTÃO DE JÚLIO LÓSSIO

No último ano de Governo de Júlio Lóssio, levando em consideração a mesma situação analisada acima, a Prefeitura de Petrolina desembolsou apenas R$ 15.580.751,37. O valor é referente à Assessoria de Comunicação, Controladoria Geral do Município, Gabinete do Prefeito, Gabinete da Vice-prefeita, Ouvidoria Geral do Município e Procuradoria Geral do Município. Na área Governo Municipal, não consta a assessoria de governo, optando-se pela a despesa com assessoria de comunicação, situação inversa de Miguel Coelho.

Assessoria de Comunicação – Liquidado (R$ 1.068.166,62) e Pago (R$ 1.060.680,52)

Controladoria Geral do Município – Liquidado (R$ 320.635,63) e Pago (R$ 316.298,27)

Gabinete do Prefeito – Liquidado (R$ 5.222.194,25) e Pago (R$ R$ 5.134.141,35)

Gabinete da Vice-Prefeita – Liquidado (R$ 0,00) e Pago (R$ 0,00)

Ouvidoria Geral do Município – Liquidado (R$ 275.314,26) e Pago (R$ 271.901,16)

Procuradoria Geral do Município – Liquidado (R$ 8.873.968,13) e Pago (R$ 8.797.730,07)

Dados fornecidos pela Prefeitura de Petrolina, através do portal da transparência.

O ex-prefeito, Júlio Lóssio, gastou em 2016 o valor de R$ 1.060.680,52 com assessoria de comunicação. Para pagar os gabinetes a Prefeitura de Petrolina desembolsou R$ 5.134.141,35 (empatado tecnicamente com Miguel Coelho).

ANÁLISE DOS DADOS

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, gastou R$ 19.609.646,26 a mais do que o ex-prefeito Júlio Lóssio com relação ao seu último ano de mandato.

No primeiro ano do Governo Novo Tempo, constatou-se uma ampliação de gasto de R$ 15.140.330,99  com Procuradoria Geral do Município, ente aos R$ 8.797.730,07 do último ano de Lóssio. Ao todo, Miguel Coelho pagou R$ 23.938.061,06.

Em Ouvidoria Geral e Controladoria, Miguel Coelho ampliou os gastos em R$ 190.237, 51. Ao todo, neste primeiro ano, foram gastos R$ 778.436,94 contra R$ 588.199,43 de Júlio Lóssio.

Apesar de ter ampliado o gasto com Controladoria Geral em R$ 454.632,85, Miguel Coelho deixou o Portal da Transparência cair 80 posições em levantamento, recente, do Tribunal de Contas do Estado (TCE).