Executiva Nacional do PSB orienta Paulo Câmara a desistir de rifar candidatura de Marília Arraes

Governador Paulo Câmara (PSB).

O Governador Paulo Câmara foi orientado pela Executiva Nacional do PSB a desistir de rifar a pré-candidatura de Marília Arraes (PT) ao Palácio do Campo das Princesas. A petista é a principal adversária do socialista e polariza nas pesquisas eleitorais, ameaçando a continuação do Governo do PSB em Pernambuco.

Em troca, o Diretório Nacional do PSB ficaria neutro com relação a corrida presidenciável. No próximo dia 30, a Executiva se reunirá para votar pelo apoio ao ex-presidente Lula (PT) ou a Ciro Gomes (PDT).

Entretanto, poderá também votar pela neutralidade da legenda na corrida à Presidência da República, deixando governadores e pré-candidatos livres para fechar aliança com os presidenciáveis em seus respectivos estados.

Se o PSB optar pela neutralidade, certamente, uma aliança entre PT e PSB não será fechada em Pernambuco, a menos que a Senadora Gleisi Hoffman (PT) mude de ideia.

Nos bastidores, comenta-se que o Senador Humberto Costa (PT) tem se articulado para tentar uma aliança unilateral com o PSB em Pernambuco, a fim de garantir sua reeleição. Porém, para que ocorresse a aliança e Marília Arraes fosse rifada, o ex-presidente Lula teria que dar o crivo final.

“Humberto Costa tem se articulado e planejado um plano B, caso a aliança com o PSB não ocorra a nível nacional (…) a união com Paulo Câmara apenas no plano estadual seria para garantir sua reeleição pela Frente Popular, porém, com a crescente de Marília Arraes se tornou inviável”, disse um cacique do PT, em reserva ao Blog do Robério Sá.

Pesquisa Datamétrica revela empate técnico entre Marília Arraes e Paulo Câmara

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here