Escolas públicas do Sertão de Pernambuco se destacam no Prêmio Idepe

Secretário de Educação de Pernambuco, Frederico Amâncio, informa que a média do estado no Idepe passou de 4,1 em 2016 para 4,5 em 2017.

A Escola Apolônio Alves da Silva, do município sertanejo de Ibimirim, conquistou o melhor resultado no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de Pernambuco (Idepe) de 2017 entre os colégios públicos estaduais de ensino médio. Localizada na zona rural, a escola alcançou 7,28, numa avaliação que vai de 0 a 10; ficou entre as dez melhores escolas do ensino fundamental; e também foi reconhecida como o educandário que apresentou o melhor percentual de crescimento entre os estabelecimentos de ensino médio de 2016 para 2017: 117,9%.

O desempenho das escolas no Idepe foi divulgado no início da tarde desta quinta-feira (28/06), em solenidade no Palácio do Campo das Princesas, situado na Praça da República, bairro de Santo Antônio, no Centro do Recife. As três vencedoras na categoria de ensino médio ficam no Sertão pernambucano, que também se destacou na premiação de 2016. A Escola Estadual João Rodrigues Leite, do município de Carnaubeira da Penha, está na segunda colocação com resultado 7,11; e a Escola João Batista de Vasconcelos, de Tacaratu, ocupa a terceira posição, com 6,99.

A nota geral do Estado no Idepe passou de 4,1 em 2016 para 4,5 em 2017, acima da média nacional, que é 3,5. De acordo com o secretário de Educação de Pernambuco, Frederico Amâncio, dez anos atrás a média era 2,6. Em 2008, diz ele, 575 das 760 escolas estaduais de ensino médio estavam abaixo de 3. A quantidade caiu para 149 em 2014. “Agora temos apenas sete escolas com índice inferior a 3 na avaliação”, declara o secretário.

Durante a solenidade, o governador do Estado, Paulo Câmara, entregou certificados aos representantes das instituições de ensino. “Esse resultado é fruto de um trabalho de equipe, temos uma parceria grande com os pais dos alunos e muito empenho por parte dos professores e todos os funcionários. Não há nenhum segredo, fazer o melhor é nossa rotina do dia a dia”, declara Antônia Luzimar Brito Vieira Torres, gestora da Escola Apolônio Alves da Silva, de Ibimirim.

Escolas municipais
Pela primeira vez, desde a criação do Prêmio Idepe, em 2015, escolas municipais também receberam certificados. A Escola Municipal Bernardo Sayão, em Bonito, no Agreste do Estado, ficou em terceiro lugar, com desempenho 8,01 nos anos iniciais do ensino fundamental; e alcançou a segunda colocação, com resultado 7,39 nos anos finais do ensino fundamental.

A Escola Alaíde Barbosa de Lima, do município de Ingazeira, no Sertão, é a primeira colocada no Idepe entre os colégios municipais nos anos iniciais do ensino fundamental, com pontuação 8,46. O segundo lugar é da Escola Severino Andrade de Luna, de Orobó, na mesma região, com 8,07. “O Sertão esse ano deu um show particular”, afirma o secretário de Educação de Pernambuco, Frederico Amâncio, ao anunciar o resultado.

Nos anos finais do ensino fundamental, entre os colégios municipais, a primeira colocada é a Escola Milton Pessoa, de Triunfo, no Sertão, com 7,56; e o terceiro lugar é da Escola Barra Azul, de Bonito, com 6,84 pontos. Os resultados do Idepe são calculados com base no Sistema de Avaliação da Educação Básica de Pernambuco (Saepe), que mede anualmente o grau de domínio dos estudantes nas habilidades e competências consideradas essenciais em cada período de escolaridade avaliado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here