Em Pernambuco, adolescente é encontrado morto dentro de carro de policial baleada em confronto

A PM Jaiane Rose foi baleada no peito e nas mãos (Foto: Reprodução/Instagram).

Um adolescente de 17 anos foi encontrado morto dentro do carro da policial militar de Alagoas baleada durante um assalto no domingo (25), na PE-73, na Zona da Mata Sul de Pernambuco. De acordo com a PM, o corpo foi achado na manhã desta quarta-feira (28) em um canavial do município de Tamandaré, no Litoral Sul do estado. A polícia foi acionada às 6h.

De acordo com o major Fernando Júnior, da 10ª Companhia Independente da PM, a placa do carro e os documentos encontrados dentro do veículo coincidem com os dados do veículo roubado da policial alagoana. Jaiane Rose Pereira Ribeiro, de 26 anos, levou tiros de espingarda calibre 12 e perdeu dois dedos da mão esquerda, além de ter perda parcial de dois dedos da mão direita.

“A placa do carro está lacrada e os documentos do carro estão no nome dela. A Polícia Civil foi acionada para realizar exames balísticos e o levantamento cadavérico no corpo. Além disso, há um buraco de tiro no capô, que veio de fora para dentro. Acreditamos que este ocorreu durante a investida contra a policial”, disse Fernando.

Apesar de o major ter dito à reportagem que o corpo encontrado dentro do carro aparentava ser de um homem com idade entre 20 e 21 anos, a Polícia Civil informou, por meio de nota, que o corpo é de um adolescente de 17 anos. Como era menor de idade, ele não teve o nome divulgado pela corporação.

Entenda o caso

A policial militar de Alagoas baleada em um assalto na PE-073, entre Rio Formoso e Sirinhaém, na Mata Sul do estado. Ela está internada no Hospital Dom Hélder Câmara, no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife. Em nota divulgada nesta quarta-feira (28), a unidade hospitalar informou que a policial continua na UTI, com melhora no quadro clínico.

Ela está consciente e orientada, e já começa a ser estimulada a caminhar sob supervisão da equipe do hospital. Não há previsão de alta médica.

Ela deu entrada na unidade de saúde às 22h do domingo (25) e passou por cirurgia para drenagem no tórax. Segundo o Batalhão de Maragogi, ela levou um tiro no peito de espingarda 12 e dois nas mãos.

Segundo a polícia, Jaiane trabalha no batalhão de Maragogi (AL), mas mora na cidade de Gameleira, na Mata Sul de Pernambuco. Ela tinha viajado para Maceió com o marido na sua caminhonete para fazer a prova do concurso do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL).

Na viagem de volta para casa, a caminhonete foi fechada na estrada por bandidos que, ao verem os documentos, descobriram que se tratava de uma policial. O marido da policial não foi ferido.

PM de Alagoas

O comandante-geral da Policia Militar de Alagoas, coronel Marcos Sampaio, divulgou na segunda-feira (26) uma nota em que lamenta o ocorrido com a policial alagoana Jaiane Rose Ribeiro.

“Não descansaremos enquanto não identificarmos e prendermos esses monstros que atentaram contra a vida de uma jovem mulher cumpridora da lei, que arrisca sua vida para proteger a sociedade. E que em tão pouco tempo de polícia é vítima da covardia de bandidos. Com a ajuda dos irmãos pernambucanos, chegaremos o mais breve possível a eles”, diz trecho do texto. (G1 PE)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here