Coluna Pega-Fogo: Crescem rumores de que Sebastião Oliveira será vice-governador na chapa de Paulo Câmara

Eduardo da Fonte e Sebastião Oliveira. Foto: Reprodução.

Coluna Pega-Fogo – 24 de abril de 2018 

Crescem rumores de que Sebastião Oliveira será vice-governador na chapa de Paulo Câmara

Estão crescendo os rumores de que o ex-secretário de transportes e deputado federal, Sebastião Oliveira (PR), poderá ocupar a vaga de vice-governador no lugar de Raul Henry (MDB) – que pretende disputar uma vaga na Câmara dos Deputados – nas eleições deste ano.

O Partido Progressista (PP) é um dos fiadores do projeto, que pode colocar um político sertanejo na posição de frente do Governo do Estado.

Nos corredores do Palácio do Campo das Princesas, a informação que circula é que se o deputado federal Eduardo da Fonte e o deputado estadual Cleiton Collins, apoiarem Sebastião Oliveira, o governador Paulo Câmara poderá acatar, dada as circunstâncias eleitorais e o lastro da base política do trio.

No início do ano, o nome de Collins, também, foi sondado na imprensa, mas acabou causando divisão, tendo em vista que a força eleitoral da Assembleia de Deus do Recife (PE), representada pelo deputado federal Pastor Eurico (Patriotas), é expressiva e poderia gerar um clima de tensão entre os evangélicos da Assembleia de Deus e Madureira, prejudicando o projeto de reeleição de Paulo Câmara.

Apesar do nome de Sebastião Oliveira possuir os atributos para ocupar a vaga que será deixada na chapa majoritária da Frente Popular, há quem diga que o governador escolherá um nome neutro para ocupar a vice, para evitar racha na base.

Outro motivo para a indefinição continuar, é que em uma eventual aliança entre PT e PSB, o socialista poderá negociar a vaga de vice-governador, para rifar a candidatura da vereadora do Recife Marília Arraes (PT), visto que sem a candidatura do Partido dos Trabalhadores, a Frente Popular leva a eleição no primeiro turno.

Se Sebastião Oliveira for escolhido, já prepara o irmão e advogado, Waldemar Oliveira (PR), para disputar uma cadeira na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF).

TENSÃO – Com pouco espaço na base do Governador Paulo Câmara, o prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira (PR), poderá não apoiar o projeto de reeleição da Frente Popular.

Ele e o irmão, deputado estadual e pré-candidato a senador André Ferreira (PSC), esperam o socialista anunciar o nome do outro candidato ao Senado Federal, pela coligação. Nos bastidores, fala-se que se Ferreira não for indicado para a vaga, na chapa majoritária, o clã poderá romper com o governo. O momento é de tensão!

SEM ESTRATÉGIA – A coligação “Pernambuco Quer Mudar” está esperando a definição do Partido dos Trabalhadores (PT) sobre a candidatura própria de Marília Arraes.

No entanto, duas observações podem ser feitas: a primeira é que se houverem dois candidatos, o senador Armando Monteiro (PTB) está disposto a ir para “o tudo ou nada”; a segunda é que caso Marília Arraes não seja candidata, Fernando Bezerra é quem irá liderar a Frente de Oposição. Quem viver verá!

DOBRADINHA REGULADA – Os Progressistas, através da sua Executiva Estadual, deliberaram, após uma reunião, que as composições políticas de apoio dos pré-candidatos a deputados estaduais e federais serão submetidas a uma comissão partidária para que tenham a aprovação do partido. Os que não tiverem a aprovação estarão sujeitos a penalidades, inclusive,à não obtenção de registro de candidatura.

PALANQUE – No São João 2018 de Petrolina, o prefeito, Miguel Coelho, determinou que a gestão só realiza parceria ou convênio com o Governo do Estado caso sejam pagos os atrasadas da festividade do ano anterior.

Na Capital do Sertão, o chefe do executivo não tem dado trégua a rixa política com o socialista, após o desembarque da Família Coelho da Frente Popular de Pernambuco.

PERGUNTA DE FOGO – Sebastião Oliveira escolhido para vice-governador, como ficam os deputados que se opõem na Frente Popular?

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here