Coluna Pega-Fogo: O Pernambuco de “Paulo Câmara” ainda trafega no caminho da violência

Governador Paulo Câmara (PSB).

Coluna Pega-Fogo – 03 de abril de 2018

O Pernambuco de “Paulo Câmara” ainda trafega no caminho da violência

Os números da violência no estado de Pernambuco será uma caveira na tentativa de reeleição do Governador Paulo Câmara (PSB). Em apenas dois meses do ano, o estado registrou 867 homicídios.

A bandeira do combate à violência tem sido levantada pelo Palácio do Campo das Princesas, no entanto, a chancela da criminalidade continua percorrendo as periferias do estado.

Na Corte, a “Operação Torrentes” tem assombrado aqueles que deveriam combater a violência e o tráfico de drogas, entretanto, decidiram traficar os recursos que seriam direcionados para famílias carentes e vítimas dos fenômenos naturais, para se abastecerem com o dinheiro público de milhares de cidadãos pernambucanos, que vivenciam uma crise sem precedentes.

Apesar dos investimentos na segurança, o Governo de Paulo Câmara, ainda, trafega no caminho da violência, não pela falta de ações, mas por investimentos realizados fora de tempo. Recuperar a segurança pública não é tarefa do “imediatismo”, muito embora a resposta que a gestão procura é de números e informações que favoreçam para a eleição.

De qualquer forma, Paulo Câmara terá dificuldades de subir no palanque para defender avanços na segurança pública e na geração de emprego. A única área que flui em bons ventos é a educação, muito embora, os frutos colhidos sejam das ações do ex-governador, Eduardo Campos.

Os pernambucanos, nestas eleições, terão dificuldade em lembre de uma única ação da gestão Paulo Câmara, pois, a principal dela que era dobrar o salário dos professores ficou no campo dos sonhos.

Mas, voltando a violência… O palanque da oposição, certamente, terá um discurso afiado para criticar essa área sensível, que tem colocado os cidadãos pernambucanos em uma dura realidade.

Dos homicídios já registrados neste ano, 481 ocorreram no interior do estado, os outros 386 ocorreram na Região Metropolitana e capital. Mas, afinal, qual é o problema do Governo Paulo Câmara para trafegar no caminho da violência?

Os números divulgados pela Secretaria de Defesa Social (SDS) apontam que o fato da violência ser tão alarmante em Pernambuco é por causa da criminalidade ter tomado de conta do estado. Afinal, a violência se encontra nas ruas do estado ou dentro do Palácio? É uma pergunta que muitos não conseguem responder.

TRINCHEIRA – Findando sua passagem pela Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreiras, decidiu tentar a reeleição para a Câmara dos Deputados.

Desde a semana passada, que ocorriam especulações sobre sua candidatura ao Senado Federal, entretanto, ele negou a possibilidade de concorrer na chapa majoritária.

CHAPINHA – O deputado federal, Pastor Eurico, que teve 233 mil em 2014, sendo o segundo mais votado de Pernambuco, oficializou a sua entrada no Patriotas. O ato de filiação ocorreu ao lado dos vereadores Davi Muniz e Benjamim da Saúde. Pastor Eurico, também, esteve com o presidente nacional da legenda.

Com sua filiação, muitos pré-candidatos a deputado federal deverão procurar pela sigla, pois a legenda terá uma chapinha que poderá ser muito atrativa para outros nomes, já que Eurico é um puxador de votos.

BATALHA – Após anunciar sua filiação ao PPS, Daniel Coelho já recebe o primeiro ataque do “Diretório Estadual” da legenda.

Os militantes da sigla, insatisfeitos com o ingresso de Coelho, nessa segunda-feira, dia 2, realizaram um congresso estadual para eleger uma nova executiva.

Na reunião, Manoel Carlos foi eleito o presidente do PPS de Pernambuco, muito embora tenha anunciado sua desfiliação, ele acabou não homologando sua saída. O resultado da eleição interna deverá ser apresentado nesta terça-feira, dia 3, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O clima é de tensão na legenda.

OLHO NO PODER – O Senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) não tira o olho do poder. Nesta eleição, decidiu lançar o seu filho, Antônio Coelho, para ocupar a vaga deixada pelo seu outro filho e prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, na Assembleia Legislativa.

O jovem, gabaritado no Sudeste e nos Estados Unidos, pretende ocupar uma cadeira na Casa Joaquim Nabuco, após manobra do clã para tirar Orlando Tolentino da disputa, assim como o empresário José Neto que, possivelmente, não deverá ter apoio majoritário nessa conjuntura.

PERGUNTA DE FOGO – Depois de desistir da disputa para a Câmara dos Deputados, por onde anda Lucas Ramos?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here