Coluna Pega-Fogo: Múltiplas candidaturas são favoráveis para a oposição em Pernambuco

Os nomes que podem disputar as eleições majoritárias de 2018. Foto: Robério Sá.

Múltiplas candidaturas são favoráveis para a oposição em Pernambuco

Coluna Pega-Fogo – 29 de janeiro 

As múltiplas candidaturas ao Governo de Pernambuco poderão fragilizar o projeto de reeleição de Paulo Câmara (PSB), conforme pesquisa divulgada pelo Instituto Múltipla de Arcoverde.

Na sondagem, aparece Armando Monteiro (PTB) liderando a corrida eleitoral, que tinha 13,5% na avaliação, anteriormente, e agora, apareceu com 20,5% das intenções de voto, seguido de Paulo Câmara, que tinha 18,7% e caiu para 16%. Em terceiro lugar, aparece Marília Arraes, que no mês de novembro tinha 9,6% e subiu para 14,5%.

A pesquisa eleitoral mostra, claramente, que Armando Monteiro e Marília Arraes possuem lastro de crescimento eleitoral, e caso as próximas avaliaçções sigam o mesmo roteiro, o sucessor do ex-governador, Eduardo Campos, poderá encostar com o Ministro da Educação, Mendonça Filho, que pontuou com 10,5%. A margem de erro foi de 4%.

Com o crescimento eleitoral de Armando e Marília, eleitores de Paulo Câmara passam a flutuar no cenário político, principalmente, devido seu índice de rejeição e desaprovação, colocando-os para a zona de indecisão, ainda, no primeiro turno e facilitando a ascensão da oposição ao governo. Já no segundo turno, as alianças é quem definirão o rumo de Pernambuco.

Mais de três mil pessoas compareceram ao lançamento da pré-candidatura de Marília Arraes.

IMPRENSA DA CAPITAL – O ato de lançamento da pré-candidatura de Marília Arraes (PT) ao Governo de Pernambuco teve um público que superou a marca de 3 mil pessoas, além de cerca de 80 diretórios. No entanto, a imprensa estadual sequer compareceu ao ato para cobrir o evento e muito menos deu publicidade. Mesmo assim, a repercussão no interior deixou a Frente Popular de Pernambuco muito preocupada.

FORÇA POLÍTICA – O prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), principal cabo eleitoral da neta de Arraes, deu um exemplo de força política as lideranças da Frente de Oposição e aos seus adversários, o deputado Sebastião Oliveira (PR) e o governador Paulo Câmara ao promover o lançamento da pré-candidatura de Marília Arraes com tanta magnitude na capital do xaxado.

Sebastião Oliveira deixa cúpula república na mão em Petrolina.

PR DE PETROLINA – Nesse final de semana, a cúpula do Partido da República (PR) da capital do sertão ficou aguardando Sebastião Oliveira e Rogério Leão, entretanto, de última hora, eles enviaram uma nota, afirmando que não iriam comparecer. Os republicanos não ficaram nada contentes com a desfeita do presidente da legenda no estado.

O ADVERSÁRIO – O pré-candidato ao governo do estado, Júlio Lóssio (Rede), fez uma dura crítica ao seu adversário político, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), no último sábado, dia 27, após o “Pernambuco Quer Mudar”, em Petrolina.

“Ao afirmar que o PT quebrou o Brasil e o PSB quebrou Pernambuco, no evento das pseudo-oposições, em Petrolina, o senador Fernando Bezerra, que foi figura central nos dois governos (ministro do PT e secretário estadual do PSB) parece querer voltar ao poder para concluir o trabalho, ou seja: destruir de vez os sonhos dos Pernambucanos que mais precisam”, disparou o ex-prefeito.

Vereador Júnior do Gás (PR) e Miguel Coelho (PSB). Foto: Reprodução.

MÁQUINA ELEITOREIRA – Nesse sábado, dia 27, enquanto ocorria o ato da Frente das Oposições na capital do sertão, um áudio de um aliado do prefeito Miguel Coelho (PSB) vazou na internet. Na gravação, o vereador Júnior do Gás afirma ter feito acordo com o chefe do executivo para levar em massa servidores contratadas do programa “Nova Semente” e mães de alunos da Rede Municipal de Educação. Dá pra acreditar? [veja aqui].

O PALÁCIO – O governador Paulo Câmara (PSB) está apostando em investimentos na área de segurança pública para reverter o desgaste da sua gestão, frente à população pernambucana para, então, ganhar fôlego para a corrida eleitoral.

No dia que acontecia atos em Petrolina e Serra Talhada, o Diário Oficial informava a nomeação de mais de 1,2 mil profissionais, entre delegados, agentes, escrivães, peritos, médicos legistas e auxiliares que concluíram os mais de três meses do curso de formação e começarão a atuar nas delegacias e institutos de medicina legal, criminalística e identificação.

PERGUNTA DE FOGO – Marília Arraes ultrapassará Paulo Câmara nas pesquisas, mesmo sem aglutinação partidária?