Coluna Pega-Fogo: Batalha judicial pelo MDB naufraga candidatura de Fernando Bezerra ao Governo de PE

A lula pela presidência do MDB de Pernambuco continua. Montagem: Robério Sá.

Coluna Pega-Fogo – 26 de março de 2018

Batalha judicial pelo MDB naufraga candidatura de Fernando Bezerra ao Governo de PE

O Senador Fernando Bezerra Coelho não teve sequer tempo para comemorar sua liderança à frente do Movimento Democrática Brasileiro (MDB) de Pernambuco. Após 48 horas, o aliado de Michel Temer assumiu a legenda e conseguiu apenas filiar o seu filho, o Ministro de Minas e Energia Fernando Filho.

O Supremo Tribunal Federal (STF) conseguiu complicar a vida de Fernando Bezerra, que pretende disputar ao cargo de governador de Pernambuco, nas eleições deste ano, ao dar parecer favorável ao vice-governador, Raul Henry e deputado federal, Jarbas Vasconcelos.

Na última semana, Ricardo Lewandowski, concedeu liminar suspendendo a última decisão do ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Admar Gonzaga Neto. Assim, o MDB pernambucano voltou para o comando de Raul Henry.

Faltando treze dias para o encerramento da “Janela Partidária” é visível para a classe política, que a candidatura de Bezerra Coelho se tornou inviável ao Palácio do Campo das Princesas. As lideranças que poderiam se filiar a legenda, encontraram uma “bolha política”, e não pretendem arriscar a reeleição ou investir em um partido “sem liderança” para a corrida eleitoral.

Não existe outro adjetivo para o projeto da “Família Coelho” para essas eleições, a não ser ter naufragado antes de despontar. Por mais que o senador consiga reverter a decisão na justiça, a confiança da classe política terminou com essa reviravolta.

Nos bastidores, a maioria dos políticos ouvidos por essa coluna não acreditam no projeto de Fernando Bezerra e, ainda, afirmam que caso consiga a vitória, haverá uma grande debandada das lideranças ligadas a Raul Henry, Jarbas Vasconcelos e Paulo Câmara.

A essa altura, interlocutores políticos já atribuem o interesse de Bezerra Coelho a sigla devido ao expressivo fundo partidário e pelo tempo de tevê que o MDB poderia dar a frente “Pernambuco Quer Mudar”.

Apesar da candidatura do Senador ter naufragado, se a legenda estiver de fora da coligação de oposição, o Governador Paulo Câmara, que tentará reeleição, poderá derrotar facilmente o candidato dessa frente, e terminar disputando o segundo turno – caso haja – com a pré-candidata a governadora, Marília Arraes (PT).

Na onda do pai, Fernando Filho, também, conseguiu ampliar sua preocupação sobre seu projeto de reeleição à Câmara Federal ao se filiar a legenda. A filiação poderia ter passado tranquilidade para os aliados da Família Coelho, além de resgatado o projeto político, no entanto, o golpe judicial acabou enterrando qualquer projeto dos Coelho ao Palácio.

A pergunta que muitos fazem no meio político é a seguinte: “O que acontecerá se a Janela Partidária fechar e Henry, Jarbas, Fernando e Fernando Filho estiverem filiados ao MDB?”

Para garantir a reeleição de Paulo Câmara e manter a Frente Popular viva, pode acontecer de tudo, até o próximo dia 7 de abril.

SOLENIDADE – Enquanto Paulo Câmara e Fernando Bezerra Coelho travam luta política, a candidatura de Marília Arraes (PT) continua ganhando corpo, apoios e até mesmo honrarias.

Nesse final de semana, a neta de Miguel Arraes recebeu o Título de Cidadã Cabense, na Região Metropolitana do Recife. A indicação foi dos vereadores Ezequiel Santos, Gessé Valério e Neemias Silva. A cerimônia aconteceu na Casa Vicente Mendes.

SOLENIDADE I – No ano passado, Fernando Bezerra, também, foi agraciado com o Título de Cidadão do Cabo de Santo Agostinho, entretanto, foi recebido aos “gritos de golpista” pela esquerda política. Já Marília Arraes, foi recebida aos gritos de governadora.

FURDUNÇO – O imbróglio político entre o deputado estadual Rodrigo Novaes (PSD) e o Secretário de Transportes Sebastião Oliveira, que se prepara para deixar o Governo de Paulo Câmara para tentar a reeleição à Câmara dos Deputados, continua desestabilizando o Palácio do Campo das Princesas.

Nos bastidores, fala-se que a guerra entre os membros da Frente Popular tem deixado o Governador Paulo Câmara (PSB) em maus lençóis com os deputados da Assembleia Legislativa. Essa semana,  novas críticas deverão ser endereçadas a Sebastião Oliveira, na Casa Joaquim Nabuco.

ELEIÇÕES – O empresário Antônio Souza lançou, nesse final de semana, sua candidatura ao Senado pelo PROS. Em Pernambuco, para o Senado, tem na disputa: Jarbas Vasconcelos, André Ferreira e Silvio Costa, além de Armando Monteiro, Mendonça Filho, João Paulo, Eduardo da Fonte e Humberto Costa, que também são cotados. Com a formação das chapas, as candidaturas devem ser definidas até maio.

PERGUNTA DE FOGO – O STF autorizará a prisão de Lula?

Coluna Pega-Fogo: Base de Paulo Câmara se divide no Sertão e na Capital

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here