Caso Beatriz completará dois anos com reportagem especial e ato público de justiça, em Petrolina e Juazeiro

Sandro Romilton Ferreira e Lúcia Mota são os pais de Beatriz, que lutam por justiça. Foto: Divulgação.

O programa Fantástico leva ao ar neste domingo, dia 10, uma reportagem especial sobre os dois anos do caso Beatriz – crime bárbaro contra a menina Beatriz Angélica Mota, de 7 anos, assassinada dentro do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, na região central de Petrolina, no sertão do São Francisco. O crime aconteceu há dois anos, durante um evento comemorativo da instituição de ensino.

A Globo Filmes – empresa de audiovisual do Grupo Rede Globo – conseguiu melhorar as imagens das câmeras de segurança que mostram o suspeito de cometer o crime e irão ao ar amanhã, com o intuito de desvendar o autor do assassinato.

O crime aconteceu no dia 10 de dezembro de 2015, deixando os moradores do Sertão do São Francisco abalados. O caso repercutiu em todo o território nacional e, ainda, não foi solucionado. Nas redes sociais, a família solicita justiça e cobra o desfecho do caso ao Governo de Paulo Câmara, assim como da instituição de ensino, vinculado a Igreja Católica.

A nova veiculação que vai ao ar foi produzida com os pais da garota, Sandro Romilton Ferreira e Lúcia Mota e traz detalhes sobre as investigações.

A reportagem é do jornalista Francisco José – que esteve em novembro visitando o município de Petrolina, quando, recentemente, o caso foi designado para a delegada, Pollyanna Nery.

ATO DO CASO BEATRIZ

Neste domingo, familiares, amigos e cidadãos realizarão um grande ato público em Petrolina e Juazeiro – em memória aos dois anos do crime que abalou o estado. Na ocasião, serão cobrados justiça e desfecho do caso as autoridades competentes.

O ato denominado “Percurso da Justiça” começa às 7h30 ao lado do Banco do Brasil, próximo da Orla de Juazeiro e seguirá em direção à ponte Presidente Dutra, sentido Petrolina.

Por Robério Sá / Blog do Banana