Candidatura de André Ferreira é prioridade para o PSC

André Ferreira (PSC) afirma que não está “fazendo barganha”, mas atendendo ao projeto nacional da sua sigla.

Após se reunir com a executiva nacional do PSC para relatar a conjuntura em Pernambuco, o deputado estadual André Ferreira afirmou que sua candidatura ao Senado é vista pelo presidente da sigla, Pastor Everaldo, como um projeto prioritário para essa eleição. Essa orientação sinaliza que, se não houver espaço para disputa ao Senado no palanque do governador Paulo Câmara (PSB), André tem o aval dos dirigentes nacionais para ingressar na oposição.

Em entrevista à Folha de Pernambuco, o deputado foi objetivo ao cravar que “não está fazendo barganha”. “O interesse da nacional na nossa candidatura é fundamental nesse momento. A gente tem muita disposição (para disputar o Senado). Isso foi colocado em todos os momentos”, afirmou. “Não estamos barganhando, não é moeda de troca. A gente não tá pedindo secretaria, não tá pedindo cargo no governo. O PSC não tem essas práticas. Estamos deixando clara a nossa posição. Depois não se pode dizer que não foi clara a nossa posição”, apontou.

Não será agora
André deixou claro que não tomará a decisão agora, entretanto, garantiu que não vai esperar. “Cada um fala pelo seu partido. Cada um tem seu tempo. Cada partido, cada candidatura tem seu tempo. No começo, eu tive boas conversas com o governador, até abril conversamos bastante, mas o governo tem seu tempo e eu tenho o meu. Vou tomar a decisão na hora certa e o meu tempo não pode ser medido pelo tempo do outro”, advertiu, alegando que já não sabe mais se será chamado pelo governador para sentar à mesa e debater sobre espaços. Essa inflexão anima o grupo da oposição, que tem em André uma opção competitiva para o segundo voto ao Senado.

Dois deputados
Na conversa com o Pastor Everaldo, André externou o seu projeto de eleger dois deputados federais e até oito estaduais em Pernambuco, além do projeto do Senado. Vale ressaltar a afinidade do presidente nacional da sigla com o deputado pernambucano nesse projeto de ampliação dos espaços do PSC.

“O presidente nos disse: caminhe pra onde achar que os candidatos sejam mais ligados às nossas bandeiras. Nesse sentido, temos todo o respeito pelo presidente nacional do partido”, pontuou.

Uchoa
Um exemplo essa coesão foi a presença de Everaldo na filiação do presidente da Alepe, Guilherme Uchôa. O ato ocorreu no dia 20 de março, em Jaboatão dos Guararapes, cidade governada pelo irmão de André, o prefeito Anderson Ferreira (PR), o que corrobora para a influência do clã Ferreira. Hoje o PSC tem apenas nove deputados federais e não tem senadores. A ideia do PSC é eleger uma bancada de 35 deputados e eleger senadores em estados importantes, como Pernambuco, Amazonas, Mato Grosso, Rio de Janeiro e Paraná. (Blog da Folha)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here