Após deixar a casa de “Renata Campos”, Geraldo Alckmin desconversa sobre 2018

Geraldo-Alckmin Após deixar a casa de "Renata Campos", Geraldo Alckmin desconversa sobre 2018
Geraldo Alckmin participa de café da manhã com lideranças do PSDB

Do Blog da Folha – Cotado para ser o candidato a presidente da República pelo PSDB no ano que vem, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, revelou seu desejo de firmar uma aliança com o PSB. De passagem pelo Recife, neste domingo (19), o tucano fez uma visita à casa de Renata Campos, viúva do ex-governador Eduardo Campos. O encontro aconteceu três meses depois que o ex-presidente Lula (PT) também frequentou a residência da ex-primeira-dama.

Após romper com o PT para lançar a candidatura de Eduardo Campos a presidente, em 2014, o PSB esteve ao lado dos tucanos no segundo turno da disputa, quando apoiou Aécio Neves. Porém, recentemente, se distanciou do governo Michel Temer e vem se reaproximando dos petistas, que podem compor uma chapa com os socialistas na disputa pelo governo do estado.

“Claro que nós queremos ter uma aliança com o PSB. Agora não depende só de nós. E respeitamos os partidos. Então quem não tiver candidato a presidente, se nós pudermos fazer aliança, é positivo. Na questão de Pernambuco, cabe aqui ao diretório”, colocou Alckmin, antes de seguir para a casa de Renata Campos.

Renata Campos
Ao comentar sobre sua visita à ex-primeira-dama do estado, afirmou que possui “grande apreço por Renata”. “A dor une muito as pessoas. Eu presenciei em São Paulo o acidente de Eduardo. É uma visita de carinho, de amizade”, afirmou.

O governador chegou à residência de Renata Campos no início da tarde. Na saída, disse que o encontro foi “muito afetivo e carinhoso”. “Conheci o Miguel (filho caçula de Renata) quando nasceu e já está um meninão”. Ele ainda elogiou a comida oferecida pela anfitriã. “Foi muito bom. Comi um bolo de rolo maravilhoso. O bom é daquele bem fininho”, comentou.

Perguntado sobre a aliança com o PSB, e se limitou a dizer que tratará do assunto “mais para frente”. “Tomei também um café com o prefeito Geraldo Julio. Tenho um grande carinho por ele, desde a época do Eduardo Campos”, resumiu o tucano, que seguiu para a casa de Jarbas Vasconcelos (PMDB), ao lado do deputado federal Bruno Araújo.

Deixe seu comentário

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.